16 dezembro 2014

Dodo Master

Para aqueles que apreciam um bom jogo de plataformas, é aproveitar e passar agora na App Store que o jogo Dodo Master de semir Saleh, está temporariamente grátis, e vale bem a pena.


No jogo encarnamos uma Dodo que foi feita prisioneira, e a quem roubaram os seus ovos. Como ninguém mexe com as crias de uma mãe, acabamos por escapar da gaiola, e enveredamos por uma grande aventura atravessando cavernas e masmorras, na procura incessante por todos os ovos, e claro, a merecida vingança contra quem nos aprisionou.

Como jogo de plataformas está muito bem conseguido, com as armadilhas do costume a aparecerem no nosso caminho, plataformas que caiem ao primeiro toque, aranhas e ratos gigantes, esqueletos com vida, fossos com picos, fogo, etc, etc.


Os controlos são impecáveis, e temos um nível de tutorial dedicado que nos explica como controlar a nossa Dodo, e só quando conseguirmos passar esse nível é que devemos avançar para o resto da aventura, já de cabeça erguida, e bem confiantes.

O design gráfico dos níveis é soberbo, as luzes e brilhos, as sombras, tudo isso me chamou à atenção, assim como a sonoridade encontrada ao longo de todo o jogo (headphones são recomendados para uma melhor experiência). São 80 níveis para atravessar, com a possibilidade extra de podermos mudar a roupinha da nossa Dodo para quem se interessar por essas coisas.

Aproveitem a promoção temporária, vejam já aqui em baixo o vídeo que nos mostra algumas cenas espectaculares do jogo, e aproveitem para o instalar enquanto está gratuito na App Store.


Dodo Master na App Store (Brasil)

Dodo Master na App Store (Portugal)

Tamanho: 400 MB



14 dezembro 2014

Papers, Please

Controlar a entrada de cidadãos na fronteira de uma nação repressiva e corrupta, é o trabalho que nos propõe este Papers, Please da 3909, um magnífico jogo premiado por várias publicações como melhor jogo de 2013 e 2014, que nos vai pôr a viver um autêntico thriller atrás do balcão.


Imaginem-se a vestir a farda de um inspector no posto fronteiriço de uma nação imaginária (a fazer lembrar a Rússia), onde teremos que verificar os documentos dos cidadãos que querem entrar no país, procurando discrepâncias nos documentos apresentados, nas palavras dos cidadãos, ou no seu aspecto, em relação à foto e dados do passaporte, para assim aceitar ou recusar a sua entrada na grande nação de Arstotzka.

Este é o nosso trabalho, que nos garante um mísero salário, que teremos que gerir até ao centavo para dar de comer à família, mantê-los com um tecto sobre as suas cabeças, sem que estes adoeçam, etc. Se fizermos mal o nosso trabalho, seremos penalizados no salário, e poderemos não ter dinheiro para proteger todos os elementos da nossa família, causando a morte de alguns familiares se não tivermos cuidado.

O jogo arranca com regras bem simples, onde apenas temos de verificar a foto no passaporte, se está dentro da validade, e se a cidade onde foi emitido corresponde às cidades aceites no livro de regras que temos disponível. A partir daí, com ataques terroristas a começar a surgir, as regras apertam, e teremos que fazer muitas mais verificações, visualizar vários documentos, e procurar discrepâncias para não deixar entrar pessoas não autorizadas.


Ao encontrarmos discrepâncias, temos de seleccionar com o dedo os dois elementos que não coincidem (por exemplo tocar na foto do passaporte e na figura do cidadão que temos à frente, para o podermos questionar quanto à sua aparência que não coincide), e a partir daí abrem-se novos caminhos que podemos seguir. Podemos interrogar o cidadão e ver se a sua resposta satisfaz, podemos revistá-lo para verificar se tem armas ou substâncias ilegais no seu corpo (depois de passar pelo scanner), podemos ordenar a sua detenção, ou então simplesmente recusar a sua entrada no país.

Pelo meio disto tudo, vamos vendo as notícias do que vai acontecendo no país, vamos recebendo visitas de cidadãos da resistência que se querem infiltrar no país, e nos pedem para os deixar entrar mesmo sem estarem autorizados, guardas corruptos que nos pedem para dar ordem de prisão a mais gente para ganhar algum dinheiro extra por fora, etc, etc.


Com o aumento dos ataques terroristas passamos a ter a chave do armário do armamento, e autorização para usar estas armas nos terroristas que tentam atravessar o pátio do posto fronteiriço. É aqui que temos de ser rápidos e ter pontaria para acertar em cheio no terrorista antes que este concretize o seu ataque. Também pode acontecer entregarem-nos uma bomba directamente no posto, e teremos que ser nós a desarmá-la, isto resolvendo puzzles simples, como abrir um painel retirando os parafusos e depois cortar os fios na ordem certa.

O jogo obriga-nos a tomar algumas decisões morais, que podem ou não ter consequências (ser denúnciados por um vizinho quando mostramos sinais de riqueza é um risco, e a polícia secreta está sempre em cima de nós), mas no fundo é um jogo de atenção e memória, uma espécie de quebra cabeças que premeia aqueles que não se distraiem facilmente.

Com pormenores fantásticos, e altamente viciante, vamos querer concluir esta história entusiasmante, para depois desbloquear o modo infinito, onde poderemos jogar o tempo que quisermos, até sermos despedidos, morrermos, ou ficarmos sem todos os elementos do nosso agregado familiar. Podem ver aqui em baixo a trailer do jogo, e tenham muito cuidado, que podem perder horas da vossa vida a vestir a pele de um guarda fronteiriço.


Papers, Please na App Store (Brasil)

Papers, Please na App Store (Portugal)

Tamanho: 30.1 MB



10 dezembro 2014

Kingdom Rush Frontiers HD

Este é para os fãs dos jogos de defesa e estratégia, em particular do género Tower Defense. Estou a falar de Kingdom Rush Frontiers HD da Ironhide Game Studio, um dos melhores jogos de Tower Defense que há para iPad, e que está neste momento em promoção no site da IGN.


Tivemos há umas semanas a estreia na App Store do último da série, Kingdom Rush Origins HD, mas se passarem quanto antes pelo site da IGN, vão poder aproveitar a promoção do jogo em destaque deste mês, e instalar no vosso iPad este Kingdom Rush Frontiers HD sem pagar um tostão.

Os monstros que temos de derrotar são um espectáculo visual que só visto, e os poderes e características das torres de defesa estão muito bem pensados (mais de 18 habilidades novas, e 8 upgrades diferentes). Com mais de 40 tipos de inimigos diferentes para derrotar, e ainda os inevitáveis boss fights, temos aqui jogo para nos ocupar por várias horas (dias, semanas, meses, venha o diabo e escolha).

Vejam aqui em baixo a trailer que nos mostra o jogo em acção, e passem já pelo site da IGN para agarrar o promo code que vos permitirá instalar o jogo de forma completamente gratuita no vosso iPad.


Kingdom Rush Frontiers HD na App Store (Brasil)

Kingdom Rush Frontiers HD na App Store (Portugal)

Tamanho: 385 MB



09 dezembro 2014

Millie

Prontos para resolver um puzzle clássico, completamente reinventado e aqui apresentado de uma forma bem divertida? Estou a falar de Millie da Forever Entertainment S.A., um jogo que está temporariamente gratuito na App Store.


Se pegarmos no clássico jogo da centopeia, o bicho que vai crescendo à medida que come as frutas que aparecem no seu caminho (tornando-se impossível continuar a passear pelo ecrã sem bater contra o seu próprio corpo), adicionem-lhe uma história bem engraçada e uns gráficos impecáveis, e obtemos este jogo Millie.

O sonho de Millie, a pequena centopeia heroína, é pilotar aviões, e para isso terá de frequentar a escola de aviação. O caminho até à escola é um pouco complicado, uma espécie de labirinto, e cada vez que Millie "come" uma das pequenas bolas azuis, o seu corpo cresce mais um pouco, preenchendo cada vez mais espaço no labirinto.


O objectivo é apanhar todas as bolas azuis, e chegar à saída do labirinto, isto evitando bater contra a sua própria cauda. Para o conseguirmos teremos que pensar muito bem no caminho a fazer antes de cada curva, e contar com algumas ajudas como as tesouras, que diminuem o corpo da centopeia, ou os relógios que nos permitem voltar atrás no tempo, o suficiente para corrigir um passo em falso.

Há que apanhar também todas as sapatilhas, porque são elas que nos permitem desbloquear os níveis mais avançados. Sempre que concluímos uma secção, teremos uma prova de aviação, para descontrair um pouco, onde poderemos voar pelos céus em pequenos aviões, executando toda uma série de provas distintas.


Com 4 métodos de controlo diferentes (deslizar o dedo pelo ecrã para controlar a direcção da centopeia parece-me o mais intuitivo e mais simples), mais de 90 níveis, e a possibilidade de escolher entre 3 níveis de dificuldade, fácil, médio, e um extra fácil, temos aqui um jogo com muitos puzzles para resolver, que é apresentado num belíssimo pacote, que acaba por transformar um clássico em algo novo e bem interessante.

Podem ver aqui em baixo um vídeo que mostra este magnífico jogo em acção, e onde podem verificar a sua qualidade gráfica do universo 3D que é apresentado no ecrã. Agarrem-no enquanto está em promoção, num iPhone ou iPad.

Millie na App Store (Brasil)

Millie na App Store (Portugal)

Tamanho: 94.6 MB



05 dezembro 2014

God of Light

O jogo God of Light da Playmous é o destaque desta semana da Apple, encontrando-se temporariamente grátis na App Store. Espero que estejam prontos para resolver uns puzzles de luz e ficar deslumbrados com a sua beleza, que este é um dos quebra cabeças com física mais bonitos que eu já vi.


Num esforço para livrar o universo da escuridão e devolver a luz às fontes da vida, acompanhamos o pequeno Shiny, enquanto procura objectos que possam reflectir a sua energia potente, de maneira a que atinga os cristais de vida, e no final a fonte da vida presente em cada cenário.

Ao acordarmos Shiny, reparamos que podemos rodá-lo 360º, dirigindo a luz para vários locais escuros do cenário onde se encontra. A sua luz vai vislumbrando os objectos que o rodeiam, e com a ajuda de espelhos e outros objectos, podemos reflectir a luz em locais aos quais Shiny não tem acesso directo (Shiny apenas pode rodar, não pode sair do lugar).

O objectivo em cada nível é iluminar os 3 cristais (de preferência), assim como a fonte da vida, na qual devemos tocar no final para concluír o desafio e passar ao próximo. Convém apanhar sempre os 3 cristais, pois vão ser precisos para desbloquear novas secções do universo mais à frente.


Nos primeiros níveis, estamos ainda a aprender como tudo se processa, e basta rodar o Shiny um bocadinho, rodar um espelho aqui e ali, e com facilidade passamos ao próximo desafio. Mas depressa passamos a ter espelhos que para além de rodarem, movem-se na horizontal, vertical e diagonal, espelhos que podem ser teletransportados entre localizações diferentes, portões que devem ser abertos atingindo com energia um pequeno interruptor, buracos negros que afectam a direcção da luz, etc.

O mais interessante é que os níveis começam a ficar cada vez mais complexos, e teremos que iluminar lentamente diferentes partes do cenário, até conseguirmos perceber no meio de toda a escuridão a totalidade dos objectos que nos rodeiam, e finalmente a solução.


Não existe qualquer tempo limite, por isso somos livres de experimentar à vontade. Existe no entanto um pequeno pirilampo que podemos activar arrastando com o dedo sobre o ecrã, para vislumbrar durante alguns segundos a solução para um determinado nível que estejamos a jogar. Este pirilampo pode ser carregado com mais segundos, isto se o conseguirmos encontrar em cada um dos níveis, ou então visualizando pequenos vídeos de publicidade entre desafios.

Com uns gráficos e efeitos visuais de morrer, este jogo é lindíssimo, e como não podia deixar de ser, tem uma banda sonora que complementa da melhor forma possível toda a experiência. Não há nada como um bom jogo de puzzles com física para resolver num iPad, ainda para mais quando tem a qualidade espectacular deste God of Light, como podem observar no vídeo aqui em baixo. Agarrem-no nestes próximos dias enquanto está em promoção na App Store.


God of Light na App Store (Brasil)

God of Light na App Store (Portugal)

Tamanho: 85.6 MB



26 novembro 2014

ANNO: Build an Empire

Sou um grande fã de jogos como o Settlers ou o mais recente 1849, e é com um grande prazer que fui dar com este ANNO: Build an Empire da Ubisoft, um jogo gratuito onde temos de construir e gerir um império, que chegou agora ao iPhone e iPad, depois de ter passado por computadores, consolas e até pelo browser.


Este é um jogo para quem sente a necessidade de construir um grande Império, e gerir toda uma cidade e os seus cidadãos, com os seus edifícios e serviços, todos a funcionar em uníssono, para se evoluir ao máximo. Um jogo de estratégia em tempo real, com uns gráficos de qualidade, animações impecáveis, e que vai dar cabo do tempo livre de qualquer jogador.

Começamos por chegar de barco a uma ilha desabitada, e teremos que construir uma colónia, partindo das coisas mais básicas, como ter um pescador para alimentar os colonos, um lenhador para cortar lenha e coleccionar matéria prima para construir mais casas, virando-nos de seguida para a agricultura para se fazer pão, criar cabras para se obter leite, e por aí fora.


Num instante nos vemos em mãos com cerca de 150 edifícios diferentes para construir, e mais de 60 recursos para gerir eficazmente, e garantir que os nossos colonos estão todos satisfeitos. Há que ter uma estratégia e uma capacidade de gestão impecável para não ir à falência, nem deixar que o povo fique insatisfeito por não ter acesso aos recursos que necessitam (que tanto pode ir do acesso a certos produtos no mercado, a terem uma igreja por perto).

Se formos eficientes, depressa estaremos a construir uma frota de barcos para descobrir novas ilhas, e aumentar ainda mais o nosso poderoso Império, e é de notar que cada ilha é diferente, assim como os seus recursos, que são específicos a cada uma delas.


O meu medo eram os controlos, que me chateiam um pouco na versão do jogo para o Browser, mas posso desde já dizer que são uma maravilha e funcionam muito bem num iPad. Tudo à base de gestos e toques, construir estradas com uns muito úteis pins, mover edifícios, zoom in, zoom out, arrastar o mapa com o dedo, etc, etc, estão de facto muito bem implementados, e torna toda esta experiência uma maravilha.

Com o avançar do jogo, poderemos fazer alianças com amigos, e dessa forma passar a trocar recursos entre uns e outros, e comparar ilhas, para ver quem é mais eficaz na disposição de edifícios e estradas, ou mesmo qual a mais bonita e avançada.


O jogo é gratuito, pode ser jogado num iPhone ou num iPad (é possível alternar facilmente entre um e outro, bastando fazer login com a nossa conta ao iniciar o jogo em cada um deles), e conta com compras in-app para os mais impacientes e ávidos do poder fácil. No entanto dá perfeitamente para jogar várias vezes ao dia, e perder muitas horas de volta do jogo sem ser necessário pensar sequer em gastar qualquer dinheiro.

O espaço requerido pela descarga do jogo não é grande, mas atenção que ao iniciar o jogo pela primeira vez, este faz alguns downloads de conteúdos extra, por isso atenção se estiverem numa ligação de dados móveis. Vejam aqui em baixo o vídeo de apresentação do jogo, e arranquem já com o vosso Império!


ANNO: Build an Empire na App Store (Brasil)

ANNO: Build an Empire na App Store (Portugal)

Tamanho: 72.8 MB



20 novembro 2014

Kingdom Rush Origins HD

Se há por aqui fãs de jogos do género Tower Defense como eu, então vão querer passar hoje na App Store e agarrar o novo Kingdom Rush Origins HD da Ironhide Game Studio, a prequela dos primeiros jogos Kingdom Rush originais, que acabou de se estrear e está melhor do que nunca.


Neste regresso ao passado vamos comandar um exército de elfos na defesa da nossa terra, de ataques de serpentes gigantes, feiticeiros terríveis, tibros de Gnolls, aranhas gigantes, etc. Teremos à nossa disposição novas torres, mais heróis, e magia que nunca mais acaba, para participar em combates espectaculares.


As torres podem ser especializadas seguindo vários caminhos possíveis conforme a estratégia de cada pessoa, atingindo um total de 18 novas habilidades, e podemos ainda contar com 9 heróis e as suas magias potentes, arqueiros elfos, magos poderosíssimos, druídas de pedra, árvores gigantes, e claro, uma infantaria de elfos que compõem a maioria das nossas tropas.

Temos aqui 3 modos de jogo diferentes (Classic, Iron, Heroic), uma enciclopédia sempre disponível para estudar de perto todos os inimigos, os seus poderes e fraquezas, e existe ainda a loja dos gnomos, onde podemos adquirir novos equipamentos mais potentes. Vejam aqui em baixo a trailer do jogo, e não deixem passar ao lado mais um grande título do género Tower Defense.


Kingdom Rush Origins HD na App Store (Brasil)

Kingdom Rush Origins HD na App Store (Portugal)

Tamanho: 332 MB



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...